06 Março 2013 ~ 0 Comments

Cinco regras de ouro para um currículo efetivo

Antes de mais, convém realçar que não existe uma fórmula mágica para fazer um currículo perfeito. O mais indicado será o candidato se colocar no papel do empregador e olhar para o seu currículo de uma perspectiva crítica:

  • Este currículo suscita-me interesse?
  • Este candidato tem o perfil desejado?
  • Porque deverei convocar este candidato para uma entrevista?

É muito importante, individualizar e adaptar o seu currículo para cada anúncio que responde, de forma a evitar que este contenha informação desnecessária ou irrelevante para a vaga em questão. Não se esqueça que o recrutador irá provavelmente avaliar largas dezenas de currículos, dispondo por isso, de apenas alguns segundos para avaliar cada um deles. O ideal será condensar o seu currículo numa página ou no máximo duas, caso tenho uma experiência profissional mais basta.

O seu currículo deverá ser concebido de forma a evidenciar o seu projeto profissional. O recrutador deverá ser capaz de perceber rapidamente quais os seus objetivos profissionais e competências relevantes, e se estas estão em linha de conta com o perfil do candidato pretendido.

O objectivo principal do CV é conseguir chamar a atenção do recrutador para uma possível entrevista, através de um currículo com uma estrutura coerente e com um design apelativo e diferenciador dos demais.

Cinco regras de ouro para a elaboração de um bom CV:

  • Deve ser curto, claro e objectivo (máximo 2 páginas);
  • Redigido num estilo cuidado e com um design apelativo;
  • Adaptar o CV em função do posto a que se candidata;
  • Transparecer que possui um projeto profissional e competências adequadas ao perfil;
  • Ser capaz de suscitar em poucos segundos o interesse do recrutador;

Leave a Reply